O Monitor do PIB da Fundação Getúlio Vargas apontou para o crescimento de 0,1% do PIB na passagem de março para abril, e para o crescimento de 2,9% na comparação inter anual.

Na comparação com abril de 2017, do lado da oferta, observa-se um crescimento excepcional das indústrias de transformação e do comércio; de 10,8% e 7,2% respectivamente. A agropecuária e os serviços de informação, por sua vez, foram as atividades que apresentaram queda, de 3,5% e 2,7%.

Pela ótica da demanda, o consumo das famílias cresceu 3,0% na comparação com o mesmo mês do ano passado, sendo que todos seus componentes apresentaram avanço; com destaque para o consumo de produtos duráveis que cresceu 17,3% nessa comparação. A formação bruta de capital fixo cresceu 5,7%, graças em grande parte à contribuição de máquinas e equipamentos, que apresentou variação positiva de 18,1%. Por fim, as exportações cresceram 3,3%, enquanto as importações cresceram 8,8% na comparação inter anual.

A projeção da MB Associados para o crescimento do PIB em 2018 é de 1,9%.

    

COMPARTILHE

face link