O IPCA de Fevereiro variou 0,32%, apenas 0,03 p.p. acima da variação observada em Janeiro. O resultado de Fevereiro é o mais baixo para o mês desde 2000, quando a variação registrada foi de 0,13%. Com o resultado do mês, o acumulado do ano está em 0,61%; o mais baixo desde a implementação do Plano Real e 0,1 p.p. abaixo do observado para esse mesmo período no ano passado. A alta de 3,89% foi a principal responsável pelo comportamento do IPCA no mês, sendo responsável por 0,19% da variação do índice. A alta no grupo reflete os reajustes habitualmente praticados no início do ano letivo, em especial os aumentos nas mensalidades dos cursos regulares, cujos valores subiram 5,23%. Na contramão da Educação, o grupo de Alimentação e Bebidas apresentou variação de -0,33%. A queda nos preços dos alimentos tais quais carnes e frutas, que tiveram variação negativa de 1,09% e 1,13% respectivamente, explica o comportamento do grupo.

A projeção da MB Associados para o IPCA em 2018 é de 3,6%.