O Copom decidiu de forma unânime baixar a taxa Selic em 0,25 p.p. para 6,75% ao ano. A decisão se deu pelo entendimento do Comitê de Política Monetária de que o cenário externo favorável com o crescimento da atividade econômica global, coadunado com o comportamento favorável da inflação na economia nacional eram compatíveis com a redução da taxa de juros. A manutenção do cenário externo favorável e a continuidade da agenda das reformas necessárias para a economia brasileira são vistos pelo Copom como fundamentais para a manutenção de seu cenário básico para a inflação. O Comitê sinalizou em nota para a imprensa que este deve ser o último dos sucessivos cortes na Selic caso o cenário evolua como esperado, no qual se supõe que os juros encerrem 2018 em 6,75% e 2019 em 8,00%.

A projeção da MB Associados para a taxa Selic no fim de 2018 é de 6,75% e de 8,00% em 2019, em consonância com o que vem sido anunciado pelo Copom.