O IGP-DI variou em 0,8% no mês de novembro e o resultado acumulado no ano foi de -1,15%, ao passo que o acumulado nos últimos doze meses foi de -0,33%. A variação no IGP-DI em novembro de 2016 foi de 0,05%. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) registrou variação de 1,06% em novembro. O índice relativo a Bens Finais apresentou variação de 0,61%; o principal responsável por este movimento foi o subgrupo combustíveis para o consumo, cuja taxa passou de 1,06% para 10,02%. O índice do grupo Bens Intermediários apresentou taxa de variação de 1,98%, ante 1,22%, no mês anterior. O principal responsável por este avanço foi o subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, cuja taxa de variação passou de 0,54% para 7,02%. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação de 0,36%, em novembro, ante 0,33%, no mês anterior. A contribuição de maior magnitude para o avanço da taxa do IPC partiu do grupo Transportes, que foi de 0,08% para 0,80%. Nesta classe de despesa se destacou o comportamento do item gasolina, cuja taxa passou de -0,18% para 3,17%. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em novembro, a mesma taxa de variação do mês anterior, de 0,31%.