O IBGE divulgou nesta terça-feira (10) o desempenho da produção industrial de agosto por região. O estado do Mato Grosso foi o que registrou a maior variação na comparação com o mesmo período de 2016, de 15,8%, seguido de Pará, com 9,3%, e Paraná, com 8,8%. Apenas duas das 15 regiões registraram números negativos nesta base de comparação: Rio Grande do Sul (-2,0%) e Rio de Janeiro (-1,8%). Alguns dos subsetores que mais afetaram a produção nestas duas regiões foram os de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis, celulose e papel. O setor industrial cresceu, em média, 4,0% no país em agosto.