No último mês, o governo Temer havia retomado sua capacidade de agenda, abalada pelo episódio Joesley Batista em maio passado. A dobradinha Michel Temer-Rodrigo Maia traba-lhou no front da reforma da previdência de forma azeitada. Trouxeram a discussão para o palco das eleições de 2018 ao ratificar que a aprovação da previdência seria condição funda-mental para a melhoria do ambiente econômico à época das disputas eleitorais. Acertaram o discurso junto à população– injustiça...

Tenha acesso completo a esse conteúdo:



Ainda não sou cliente MB

Saiba como a MB Associados pode ajudar você e sua empresa a acompanhar de perto o lado real da economia.

Saiba mais